Aprex Webmail e U ) *
Joinville - Segunda-feira, 17 de Junho de 2019 - Santa Catarina


Newsletter
Para receber a Newsletter da Vidaverde, preencha o formulário abaixo.
Nome:
Profissão:
E-mail:
Desejo receber
newsletter
Desejo cancelar
recebimento das
newsletters

Ong Vida Verde coordena a revitalização do rio do Braço
31/05/2006 - Ele corria por Pirabeiraba, um distrito rural do industrializado município de Joinville. Tinha 14 quilômetros de águas cristalinas, desembocando no rio Cubatão, que abastece a cidade. Hoje seu destino, que já não é dos melhores, estaria fadado ao fim, não fosse a atuação da ONG Vida Verde. É o Projeto de Revitalização do Rio do Braço, em parceria com o Rotary Club Pirabeiraba. O que transformou o rio do Braço num riacho lamacento e fez suas águas quase secarem foi a combinação de esgoto doméstico, desmatamento, expansão industrial e mineração.
À frente dos trabalhos de revitalização está o biólogo Henrique Krauser – que nasceu na região e só saiu para estudar na universidade federal, onde pesquisou as lontras do rio Cubatão. É na base da persuasão que enfrenta o maior desafio do projeto: “Convencer os proprietários a ceder espaço para o plantio de mata ciliar nas margens do rio”.

Desconfiança
Primeiro passo: educação ambiental para tirar o sentimento de desconfiança com que os moradores recebem o projeto. Eles acham que estão querendo tomar parte de suas propriedades. Lorita Elling, dona de terras dos dois lados de um trecho do rio, já foi conquistada pela causa. Por enquanto, ela cedeu apenas uma margem para o plantio da mata ciliar. Foi um voto de confiança à coordenação da Vida Verde. Promete mais, “se vier água”. Na terra dela o plantio da mata foi realizado há dois anos. A água ainda não chegou, mas Lorita está feliz com o resultado: “Eu me encanto com a beleza dos coqueiros. Não é tão difícil colocar mata de volta onde o homem tirou”, acredita.
Nilsa Gramkow, diretora técnica da ONG Vida Verde, comemora os resultados alcançados pela proposta: “Entre os principais resultados alcançados pelo projeto, contabilizamos a limpeza e o desassoreamento em mais de 2 quilômetros de extensão; 14 propriedades envolvidas, das quais 12 são essencialmente agrícolas, e o plantio de 17 mil mudas de espécies arbóreas”. A Vida Verde também já proferiu mais de 50 palestras para cerca de 10 mil pessoas.

Data: 31/5/2006


Fonte: AN Especial